• luminarea brasil

Aprendendo a lidar com o MEDO…

Algumas emoções são tão profundas em nós que é impossível não senti-las. Entre elas está o MEDO. A capacidade de sentir medo é um dispositivo que já vem 'instalado' em nós ao nascermos - porque é parte do software que rege nossa autoproteção e serve à nossa sobrevivência no mundo. Que bom poder contar com ele!!!


Mas um cuidado é necessário na relação com o sentimento do medo…. e esse cuidado é NÃO ALIMENTÁ-LO, não deixar que se torne excessivo…. porque se ele permanecer ativado muito tempo em nosso sistema ele será um péssimo elemento, podendo provocar em nós vários distúrbios em termos de saúde física e psicoemocional.


O medo excessivo transforma a nossa mente um lugar claustrofóbico…, pode debilitar nossa imunidade e transformar a vida em um verdadeiro “inferno”. Ele pode até abreviar o tempo da nossa existência, desnecessariamente!!


Então….

Como lidar com sentimento insistente de MEDO?


1. Primeiro cuide bem da RESPIRAÇÃO!! Ela é a primeira a ser afetada, e fica ENCURTADA, limitada…. E com uma respiração limitada a sensação do medo aumentará… podendo iniciar um ciclo vicioso que leva ao pânico. Um cuidado básico, simples e eficaz — que poucos conhecem — é levar a atenção para a base do corpo, e respirar sentindo os pés e deixando que essa sensação (de estar presente em você) te ancore no momento….

2. Feito isso, tenha o cuidado de examinar se o medo que surgiu em você tem uma base real, se tem alguma utilidade e uma urgência…. Verifique com a devida atenção se você não está supervalorizando o risco, ou o perigo que foi percebido…. Avalie se a intensidade do medo corresponde ao nível do perigo — procurando discernir o que é um fato consumado do que é projeção do medo sobre uma circunstância que ainda nem aconteceu… Esses cuidados são essenciais, porque temos a tendência de projetar uma situação de risco (ou seja, aquilo que dispa o medo) numa proporção bem maior do que o real..

3. Procure manter a atenção na respiração por alguns instantes, deslocando o foco do medo para coisas que efetivamente você pode fazer… E vai ativando a sua inteligência criativa, trazendo bons pensamentos… e avaliando o que cabe a você, e o que pode fazer a respeito. E então prepare-se para entrar na ação correta!! Às vezes precisamos nos mover "apesar" do medo ou outras emoções que surgem no caminho.

Numa base diária, o que costuma ser um bom "ANTÍDOTO" para os medos excessivos é desenvolver essa capacidade de se centrar em seus objetivos com pensamentos edificantes, mantendo o coração agradecido, cultivando boas relações, fazendo do trabalho (e demais atividades) um exercício constante de presença — isso significa manter dentro de si uma boa dose de lucidez, foco, e de amor ao que já tem!


Quando estamos enraizados na nossa vida, a gente só sente medo quando ele é realmente necessário, e acaba acontecendo na dose correta — daquela precaução que orienta uma atitude assertiva!!

Agora, se pudéssemos pensar em um tipo de VACINA CONTRA O MEDO, considerando que esse medo em sua raiz é sempre o medo de sofrer (ou de morrer), então, essa vacina teria que ser formulada com os antídotos mais eficazes: uma mente estável e uma dose generosa de autoconsciência….


A autoconsciência tem sido um dos elementos de primeira necessidade nesses tempos instigantes… e aquele que deveria ser priorizado (pelo menos) em nosso acordar e adormecer… Porque o oposto do medo é a presença da paz.


Para uma paz consistente e duradoura, teremos que saber discernir nossos medos mais primários (os da sobrevivência biológica), daqueles outros medos psicoemocionais — do tipo que tenta se instalar em nós feito vírus… e que só nos traz limitação, e deixa que sejamos manipulados em nossas visões, opiniões e comportamentos.

Conforme trabalhamos os sentimentos baseados no medo, vamos aprendendo a torná-lo nosso "amigo", colocando-o no lugar onde ele deve estar: o de ser um combustível para refinar nossa inteligência e um estímulo para o nosso desenvolvimento.


Ser capaz de discernir nossos medos para uma Paz profunda e consistente, é o que está no topo da nossa lista de desejos, para nós e para o mundo…


E que assim, seja!

Posts recentes

Ver tudo